sábado, 18 de maio de 2013

Quick tip - light my fire

Esta é um bocado óbvia - pelos vistos só a mim é que me ocorreu que podia ter perícia suficiente - mas de qualquer maneira aqui vai:

Não usem o maçarico para queimar coisas em formas de papel. Há um sério risco das mesmas incendiarem. Fiquem pelas de alumínio.



sábado, 11 de maio de 2013

Afinal havia outra ...

Risotto de cogumelos, camarão e Martini.
...foto de pratos para mostrar.
A sério, só mais esta, pode ser? Aproveito e conto-vos a história.
Desde pequena que adoro arroz peganhento e empapado, sempre foi o meu favorito. Quando o arroz ficava assim peganhento eu adorava, e esforçava-me por o conseguir desse modo mas pelos vistos, era a única lá por casa - e cá por casa, diga-se.
Há uns anos, descobri a variedade maravilhosa que é o arbóreo (até uso para arroz doce nas poucas vezes que o faço) e percebi que o meu gosto, afinal era super refinado: Risotto.
Fiz risotto uma primeira vez, super entusiasmada com o resultado e o Pedro odiou. Coincidência ou não, nessa noite até teve que ir ao hospital (mas não teve nada de nada a ver com o risotto).
Após isto, eu só comia risotto fora ou então em alguns jantares que organizava aqui em casa. No entanto esta segunda hipótese é mais complicada porque o risotto, além de ter que ser servido na hora, requer uma presença constante na cozinha, ou seja, só podia ser com poucos convidados, e que não se importassem de estar metidos comigo na cozinha enquanto fazia o dado risotto.

Andava cheia de vontade de risotto. Não só de comer risotto mas também de o fazer. Como não é um prato que faço muito, vou sonhando e divagando com novas variações.

Eis que, este mês, o desafio do fórum da bimby, são pratos com arroz. Lá tinha eu que fazer o risotto, para participar com foto.
E hoje ao jantar não resisti. Fiz risotto só para mim. O Pedro foi corrido a carbonara com bacon e não se importou nada. Subornei-o com um pão de alho e queijo caseiro para entrada para justificar o tempo que ia estar na cozinha e acho que funcionou.
 Experimentei uma receita que andava a "criar" na minha imaginação há que tempos e funcionou super bem.
A receita está aqui:
http://www.forumbimby.com/forum/index.php?topic=6886.0

segunda-feira, 6 de maio de 2013

Hang or not to hang...



Andámos que tempos à procura um bengaleiro para a entrada. Tínhamos espaço mas um bengaleiro não é algo assim tão bonito...
Depois o Buzz apoderou-se do corredor com os seus cobertores em todos os cantos disponíveis e um haviam dois destinos possíveis:
1) O bengaleiro ocupava um pouco do espaço e era menos para o Buzz e para os seus sprints no corredor
2) O Buzz revoltava-se e o bengaleiro começava a sofrer agressões (e possívelmente os casacos que lá estivessem) conduzindo quem sabe à queda e fractura de membros do pobre bengaleiro

Sendo assim, fomos arrastando a necessidade de comprar o bengaleiro.
Temos roupeiros no corredor onde guardamos os casacos mas, com o que que choveu este ano, guardar os casacos mal chegássemos, não era uma hipótese.
Consequência: Casacos espalhados pelas cadeiras e "não ponhas o casaco na cadeira da sala que é camurça". Ou seja, as cadeiras do escritório tinham casacos por tudo quanto era lado.

Escolhemos estes cabides de parede, do IKEA, que dão para fechar e quase nem se percebe que ali estão, quando não estão a uso.
 Também pusemos no quarto, atrás da porta (sem foto por agora) e, tenho esperança que, ainda durante esta semana, surjam como por magia na parede do quarto de vestir...
Dão imenso jeito e, como até são largos, não vincam as asas das malas.